noticias870 Seja bem vindo ao nosso site Web TV e Rádio Nacional!

Brasil

Fisesp critica decisão de Lula de retirar embaixador em Israel: “Brasil perde a oportunidade de atuar como um importante mediador da paz no Oriente Médio”

Publicada em 29/05/24 às 22:41h

Web TV e Rádio Nacional/Assessoria


Compartilhe
Compartilhar a noticia Fisesp critica decisão de Lula de retirar embaixador em Israel: “Brasil perde a oportunidade de atuar como um importante mediador da paz no Oriente Médio”  Compartilhar a noticia Fisesp critica decisão de Lula de retirar embaixador em Israel: “Brasil perde a oportunidade de atuar como um importante mediador da paz no Oriente Médio”  Compartilhar a noticia Fisesp critica decisão de Lula de retirar embaixador em Israel: “Brasil perde a oportunidade de atuar como um importante mediador da paz no Oriente Médio”

Link da Notícia:

Fisesp critica decisão de Lula de retirar embaixador em Israel: “Brasil perde a oportunidade de atuar como um importante mediador da paz no Oriente Médio”
 (Foto: Reprodução)

Nesta quarta-feira (29/5), o presidente Lula sinalizou pela retirada de Frederico Meyer como embaixador do Brasil em Israel. No decreto publicado, o governo não indicou nenhum substituto para o cargo, apontando para a sua extinção.

Para Marcos Knobel, presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), a decisão do presidente Lula, sem indicar um nome para o cargo, revela uma falta de sensibilidade em relação ao contexto delicado vivenciado na região. “Em vez de se abrir para o diálogo e entender, por exemplo, o drama dos reféns sequestrados, vítimas das mais trágicas torturas que o ser humano possa imaginar, o presidente mais uma vez estica a corda, complicando ainda mais as relações diplomáticas entre os países e ignorando a necessidade de uma representação ativa e empática em Israel”.

O presidente da Fisesp expressa pesar pelos sinais de enfraquecimento de uma longa história de cooperação entre os dois países, iniciada em 1947 com a aprovação da partilha da Palestina pela ONU. “Esta decisão publicada hoje ocorre menos de uma semana após a confirmação da morte do brasileiro Michel Nisenbaum, assassinado pelas mãos do Hamas em 7/10. Com esta nova resolução, o Brasil perde a oportunidade de atuar como um importante mediador da paz no Oriente Médio, um papel em que o país já possui uma tradição consolidada”.
 

A Fisesp segue acompanhando de perto os impactos dessa decisão.

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (82)996922974

Copyright (c) 2024 - Web TV e Rádio Nacional - Inovação em Comunicação
Converse conosco pelo Whatsapp!