noticias671 Seja bem vindo ao nosso site Web TV e Rádio Nacional!

Economia

Imposto de renda: especialista esclarece como evitar cair na malha fina

No ano passado, a Receita Federal revelou que 4,6 milhões de contribuintes caíram na malha fina

Publicada em 29/04/24 às 13:05h

Web TV e Rádio Nacional


Compartilhe
Compartilhar a noticia Imposto de renda: especialista esclarece como evitar cair na malha fina  Compartilhar a noticia Imposto de renda: especialista esclarece como evitar cair na malha fina  Compartilhar a noticia Imposto de renda: especialista esclarece como evitar cair na malha fina

Link da Notícia:

Imposto de renda: especialista esclarece como evitar cair na malha fina
 (Foto: Divulgação)

Em 2023, a Receita Federal reportou que 4,6 milhões de contribuintes caíram na malha fina do imposto de renda, dentre um total de 45,1 milhões de declarações entregues.
 

Desse montante retido, 2,58 milhões foram regularizadas pelos próprios contribuintes, enquanto 1,14 milhão foram liberadas após a entrega de declarações retificadoras por terceiros.


Esses números evidenciam a importância da transparência e da correta documentação na declaração de renda, destacando a necessidade de os contribuintes estarem atentos aos detalhes e de se prepararem adequadamente para evitar complicações fiscais.


Roberto Faria, Diretor Executivo da NTW Contabilidade Lapa, a maior e mais premiada rede de franquias explica que, ao declarar o imposto de renda, é crucial evitar armadilhas que possam levar à malha fina. Omissão de rendimentos, erros na declaração dos dependentes, informações imprecisas sobre despesas médicas e inconsistências nos cruzamentos de dados podem resultar em uma análise mais detalhada pela Receita Federal.


A retificação da declaração depende do tipo de contribuinte. Para pessoa física, é necessário corrigir a declaração após análise, enquanto pessoa jurídica precisa revisar contabilidade e declarações. O prazo para retificação é de cinco anos, e a declaração deve ser entregue no mesmo modelo utilizado anteriormente.


Evitar a malha fina requer transparência e organização. Ao declarar, apresente todas as rendas e despesas comprovadas. No entanto, cuidado para não omitir rendimentos, inclusive os de múltiplos empregos, aluguéis e rendimentos de dependentes.


A ostentação nas redes sociais pode chamar a atenção da Receita Federal. A agência realiza um verdadeiro "big brother", cruzando informações do imposto de renda com o estilo de vida ostentado online. Rendas declaradas devem condizer com o padrão de vida exibido.


‘’Quando você submete sua declaração, esta passa por uma verificação minuciosa. As informações que você forneceu são confrontadas com dados de outras fontes, como empresas, instituições financeiras e planos de saúde. Se houver divergências, sua declaração é separada para análise mais aprofundada, conhecida como malha fina. Enquanto estiver nessa fase, você não receberá restituição’’, comenta Faria.


Erros nas despesas médicas também são evitáveis. Todas as despesas devem ser comprovadas por notas e recibos, incluindo assinatura do profissional de saúde e dados do paciente. Inconsistências nos cruzamentos de informações podem ocorrer devido a erros das empresas, como falhas na DIRF ou informes de rendimentos incorretos.

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (82)996922974

Copyright (c) 2024 - Web TV e Rádio Nacional - Inovação em Comunicação
Converse conosco pelo Whatsapp!