Giro Nacional

Estudantes apresentam jogos de estimulação cognitiva para pacientes com Alzheimer

Publicada em 24/08/22 às 16:36h - 605 visualizações

por Web TV e Rádio Nacional com prefeitura de Curitiba


Compartilhe
Compartilhar a notícia Estudantes apresentam jogos de estimulação cognitiva para pacientes com Alzheimer  Compartilhar a notícia Estudantes apresentam jogos de estimulação cognitiva para pacientes com Alzheimer  Compartilhar a notícia Estudantes apresentam jogos de estimulação cognitiva para pacientes com Alzheimer

Link da Notícia:

Estudantes apresentam jogos de estimulação cognitiva para pacientes com Alzheimer
 (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

Jogos de estimulação cognitiva para pessoas com Alzheimer, um distúrbio progressivo que afeta a memória e as habilidades de pensamento. Dessa ideia, apresentada nesta terça-feira (23/8) ao prefeito Rafael Greca, nasceu a startup de cinco universitários empreendedores de Curitiba, dois da Universidade Tecnológica Federal do Paraná e três da Universidade Federal do Paraná.

“Estes jovens estudantes desenvolveram quebra-cabeças personalizados para ajudar a recompor habilidades de pessoas com Alzheimer, é muito bonito ver essa dedicação”, comentou o prefeito, ao lado da secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

O prefeito orientou o grupo a procurar a Agência Curitiba e apresentar o trabalho no Paiol Digital, evento que busca conectar pessoas do mundo do empreendedorismo, da inovação e das novas tecnologias, propiciando networking e fomentando ações voltadas ao desenvolvimento da cidade e dos negócios. “Vocês precisam entrar no ecossistema de inovação da cidade”, afirmou Greca.

Três dos jovens são estudantes de Medicina na UFPR: Karen Ribeiro, Pedro Murad e Evelise Behrens. Os outros dois são da área tecnológica, Marco Antônio Przybysz, de Engenharia Mecatrônica na UTFPR, e Iagor Carvalho de Melo, de Engenharia Elétrica na UTFPR.

“Os jogos, que chamamos `cuca´, servem para estimulação cognitiva, como este quebra-cabeça com uma foto da nossa cidade”, explicou Karen, que deu ao prefeito um quebra-cabeça do Jardim Botânico.

“Mas as peças podem ser personalizadas, usamos fotos de família, por exemplo, que evocam uma memória afetiva”, completou Marco.

A iniciativa surgiu no ano passado, durante a pandemia. “Os `cucas´ vão sendo aperfeiçoados ao longo do tempo e conforme as necessidades e particularidades que a família do paciente nos traz”, explicou Iagor.

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (82) 99692-2974

Copyright (c) 2022 - Web TV e Rádio Nacional - Inovação em Comunicação
Converse conosco pelo Whatsapp!